sábado, outubro 28, 2006

O Aborto Clandestino

Uma professora minha disse que iria votar sim, porque não queria que as mulheres continuassem a fazer os chamados "abortos de vão de escada". No entanto as estatisticas demonstram que os abortos clandestinos existem em grande número nos paises onde está legalizado. Até é complicado de preceber, mas porquê?
Vejamos dois dos aspetos principais: Em primeiro lugar existe o caso dos prazos. Uma mulher que aborte até às 10 semanas não será muito diferente de abortar às 13 ou 14 semanas. Ora, a partir do momento em que passa as 10 semanas existe um potencial ingresso nas clinicas paralelas. Quem fala nos prazos, pode falar nas limitações legais que existem, como por exemplo a autorização dos pais, quando à gravida é menor ou o parecer de um médico especialista ou de alguma entidade de assitencia social.
Subsequentemente continuará a existir uma grande coacção social face à prática de um aborto, daí que muitas mulheres receiem ser vistas em clinicas de abortos. E também continuarão a existir a viagens a Espanha, caso se confirme a maior restrição na nossa lei.
Por outro lado, o ministério da saúde já prepara protocolos com clinicas privadas para a prática de abortos pagos pelo endividado Sistema Nacional de Saúde (SNS) e consequentemente por todos nós, quando desde junho que se deixaram de pagar os abastecimentos de pílulas anticoncepcionais, pílulas "do dia seguinte" e os preservativos são vendidos a preço de mercado. Num ministério que não faz parcerias para operar as cataratas (muitos já cegaram por causa das listas de espera..) por exemplo. E depois as listas de espera iriam engrossar pois os abortos são intrevenções urgentes devido à questão dos prazos.
Para finalizar, desde o inicio do ano que a tal professora mandava os tais bitaites e quando finalmente lhe respondi á letra nunca mas falou disso, e já lá vão duas aulas. Qualquer momento é um bom momento de combate.
Bem hajam companheiros de luta!

8 Comentários:

Anonymous Pároco Martins escreveu...

É impossível não amar uma pessoa que sabe escrever "subsequentemente" a depois se espalha ao comprido com "aspetos".
A sua professora pode ter sido reduzida ao silêncio, mas suspeito que é um silêncio cheio de orgulho.

10/28/2006 01:24:00 da tarde  
Anonymous joanaf escreveu...

Força Irredutivel!

10/28/2006 02:20:00 da tarde  
Blogger Camisa Azul escreveu...

A culpa do mau ensino em Portugal é dos sucessivos governos e dos sindicatos.
Muitos professores em vez de darem aulas estão a fazer campanha pelo aborto.
Agora posso de facto de deixar de fazer um comentário a estes intelectuais da treta.
Os trabalhadores com quem eu convivo todos os dias não sabem muitas vezes expressar-se, não é por isso que a sua luta contra os parasitas exploradores é menos justa.

10/28/2006 04:46:00 da tarde  
Blogger Irredutível escreveu...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

10/28/2006 05:55:00 da tarde  
Blogger Irredutível escreveu...

É impossível não amar alguém que anda por aqui armado em professor de português e que não responde ás questões que são colocadas, ainda por cima tem a mania que é padre, deves é ter inveja, eminência...

E... falhaste o preceber, Martins...

10/28/2006 05:57:00 da tarde  
Blogger alex escreveu...

"... a sua luta contra os parasitas exploradores..."

Já não é a primeira vez que noto que o Vitor Ramalho usa um palavreado 'esquerdista' (eufemismo).

Mas voltámos aos tempos do PREC ou quê? ;)

10/28/2006 06:45:00 da tarde  
Blogger Camisa Azul escreveu...

Meu caro mas será que essa gentinha até já é dona do “palavreado”.

10/28/2006 09:33:00 da tarde  
Blogger pedro guedes escreveu...

Parem as máquinas: chegou o nosso amigo Buiça!!! :)

10/29/2006 12:47:00 da manhã  

Enviar um comentário

<< Entrada