sexta-feira, outubro 27, 2006

Federação Pela Vida

Sabem os meus amigos que partilho a preocupação de Murilo Mendes quando dirigia a Deus o seu pedido "em termos exatos" - "que os maus sejam bons/ e os bons não sejam chatos".
Mas prefiro o risco de chatear pela insistência ao de pecar pela indiferença. Porque a luta constante por uma cultura de vida me parece hoje empresa de salvação das sociedades contemporâneas, recomendo mais uma associação, a Associação Portuguesa de Maternidade e Vida, e ainda outra, a Associação Portuguesa de Famílias Numerosas .
Repito a síntese de serviço: "Busquemos encarnar os interesses dos grupos sociais ameaçados ou incompreendidos; desenvolvamos ou criemos a solidariedade com o que existe; não sejamos mais apenas doutrinadores - porque a doutrina aborrece - nem nostálgicos - porque a nostalgia entorpece - mas procuremos lançar a âncora o mais possível na vida real, na vida local, na vida profissional, na vida sindical, para tecer desde já elos múltiplos e eficazes, pelos quais nos possamos tornar um dia a representação real de uma vaga de opinião pública".

2 Comentários:

Anonymous joanaf escreveu...

http://www.youtube.com/watch?v=aiCoWOfZhDY

10/27/2006 10:44:00 da tarde  
Anonymous Anónimo escreveu...

Os nacionalistas sao aqueles que devido a infurtunios varios nunca tiveram oportunidade de conhecerem o resto do mundo, por isso observam a realidade como um cao preso numa trela.

10/28/2006 02:03:00 da manhã  

Enviar um comentário

<< Entrada