segunda-feira, outubro 23, 2006

Dos jornais

Bastonário contra abortos no SNS:
"(...) O bastonário da Ordem dos Médicos diz que «não se compreende que o Estado se prepare para criar convenções para a realização de abortos quando não o faz noutras áreas», como as cirurgias às cataratas, exemplificou, «nem comparticipa a cem por cento os métodos anti-concepcionais». (...)"

5 Comentários:

Blogger Rouxinol escreveu...

Isto continua o rir...

"Bastonário contra abortos no SNS"
Isto é suposto ser argumentação pelo não à pergunta?!? Até eu sou contra os abortos feitos com dinheiro dos contribuintes. Ou são feitos em clínicas privadas, ou o Estado cria unidades novas das quais sai credor.

10/23/2006 09:50:00 da tarde  
Blogger Camisa Azul escreveu...

E o dinheiro para as novas unidades e para pagar aos médicos e demais pessoal vem de onde?

10/23/2006 10:31:00 da tarde  
Blogger Rouxinol escreveu...

Não leste a parte do "o Estado cria unidades novas das quais sai credor."

Significa que sai 0 do dinheiro dos contribuintes, porque o pagamento é feito na sua totalidade por quem recorrer à IVG, no entando continua a ser o Estado a tratar desta questão. Mas esse cenário não me parece provável, parece-me mais provável o cenário de clínicas privadas.

10/23/2006 11:41:00 da tarde  
Anonymous Anónimo escreveu...

Nesse caso o aborto seria pago. Mas então, o que seria das mulheres que "têm problemas económico-sociais"? Ficava o "direito" ao aborto limitado às ricas?

10/23/2006 11:56:00 da tarde  
Blogger Irredutível escreveu...

Sim, um dos grandes argumentos é que quem tem dinheiro pode ir a Espanha para abortar, a liberalização é criar condições para os pobres poderem abortar à custa de todos, é isso que a maior parte dos defensores do sim querem, mas ninguem diz...

10/24/2006 06:43:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Entrada