terça-feira, outubro 24, 2006

Número de abortos em hospitais públicos duplicou desde 2000

Onúmero de interrupções voluntárias da gravidez (IVG) em hospitais públicos tem vindo a aumentar, enquanto as complicações decorrentes de abortos ilegais que chegam às urgências estão a diminuir, de acordo com dados oficiais a que o JN teve acesso.

5 Comentários:

Anonymous Anónimo escreveu...

Voto "não".
Porque o "sim" implica a desresponsabilização total do Estado face à família e, em particular, à criança.
Porque o "sim" não implica menos abortos, pois as causas do mesmo não estão a ser devidamente resolvidas - enquanto isso, o Estado arrecada uns bons milhões através de impostos cobrados a clínicas especializadas, como é o caso da famosa "de los arcos", prontinha e assanhada para "o fazer" em Lisboa.
Porque o "sim" é um presente envenenado para as mulheres, sobretudo as que querem, realmente, ser mães. Se um dia quiserem pugnar pelos seus direitos, poderão dizer-lhe: "Estás a refilar? Porque não fizeste um aborto, que agora ninguém te chateia?"
Porque o "sim" serve apenas os ideais de uma elite bem pensante, cujo fito principal é resgatar as mulheres das garras do homem (esta é de morrer a rir, porque só pensam libertar-se das garras deste quando é para assumir responsabilidades!!!), mais, das garras da mentalidade tacanha da Igreja medieva e hipócrita...Vai-se a ver, apenas sabem de números, porque aqueles que conhecem bem a realidade (isto é, as consequências) do aborto (clandestino ou legal), são precisamente aqueles que se lhe opõem firmemente. Ide a "Vinha de Raquel" e logo verão o que é pêra doce! Mas não! Os hipócritas são sempre os outros!

10/24/2006 02:50:00 da tarde  
Blogger Irredutível escreveu...

Nos EUA existem mulheres que são despedidas por não abortarem, com justa causa.
E já homens pediram o divorcio por causa da mulher não ter abortado e vice-versa.

Com ele ilegal nenhuma mulher pode ser coagida a abortar, o "sim" neste referendo poderá abrir graves precedentes e hoje são 10 semanas, amanhã serão doze~e nunca irá parar.

10/24/2006 05:07:00 da tarde  
Blogger Vera escreveu...

Chamam hipócritas aos que se opõe ao aborto...mas os hipócritas são eles que dizem defender a vida e direitos humanos e depois querem legalizar a morte de fetos inocentes conforme a vontade da mãe... Defendem mais os imigrantes e ciganos que as crianças.... Isso sim é hipocrisia..são humanistas só pra um dos lados.

10/24/2006 08:12:00 da tarde  
Anonymous Anónimo escreveu...

"Defendem mais os imigrantes e ciganos que as crianças.... Isso sim é hipocrisia".

As fileiras nacional-socialistas estao a engrossar...

sieg heil

10/25/2006 01:56:00 da tarde  
Blogger Ana A. escreveu...

Outra vez o Hitler e o nazismo. Isto não é paixão, é amor e devoção!

10/25/2006 03:43:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Entrada