segunda-feira, fevereiro 12, 2007

Incompreensível!...

  • Fecham postos da PSP e da GNR em todo o país porque não há dinheiro;
  • Fecham maternidades em todo o país, principalmente no interior obrigando os portugueses a ir nascer a Espanha, porque não há dinheiro;
  • Fecham urgências em todo o país, porque não há dinheiro;
  • Fecham valências nos hospitais do interior do país porque não há dinheiro;
  • Fecham linhas de comboio e ligações de autocarro no interior do país porque não há passageiros e não há dinheiro;
  • Fecham postos dos CTT no país porque não há utentes e não há dinheiro;
  • Fecham quartéis militares no interior do país porque não há dinheiro;
  • Não há cuidados de saúde decentes para o interior do país porque há poucos utentes e não justifica o investimento;
  • As Universidades e Politécnicos não vivem, sobrevivem, porque não há dinheiro;
  • As escolas públicas fecham a um ritmo alucinante porque não há alunos e dinheiro;
  • Os professores não tem condições para educar as futuras gerações de Portugal porque não há dinheiro;
  • A electricidade, gás, telefone, gasolina, produtos alimentares e de primeira necessidade aumentam a uma velocidade vertiginosa porque o Estado precisa de dinheiro;
  • O aumento dos ordenados é uma vergonha porque não há dinheiro;
  • Os impostos aumentam estupidamente porque não há dinheiro;
  • 40.000 jovens licenciados desempregados porque o país não tem mentalidade para uma mão-de-obra qualificada...

Ainda assim, os poucos portugueses que foram votar, decidiram que há dinheiro para abortos... Que tudo o que foi referido atrás, afinal é menos importante do que uma Vida! Assim sendo os Portugueses reclamam do quê?!?! Estão como querem, e quando estão como querem deveriam ser felizes e não infelizes como demonstram ser!... Agora não me obriguem a mim a pagar os abortos dos outros!... Porque isso sim é... Incompreensível!

Queria também deixar uma palavra a todos os que participamos no Pela Vida. A nossa luta não termina aqui! Há toda uma educação que podemos transmitir aos nossos filhos, sobrinhos e amigos! A educação Pela Vida! O meu obrigado pelo convite para integrar tão honrosa equipa e que tantas vezes foi atacada injustamente por aqueles que se definem como liberais e que não admitem uma opinião contrária...

6 Comentários:

Anonymous Pedro A. escreveu...

Os poucos Portugueses que votaram em 2007 foram muito mais que aqueles que votaram NÃO em 1998. Em 1998, o NÃO venceu por cerca de 50 000 votos, este ano, o SIM venceu com uma diferença de cerca de 700 000 votos. Toda a gente sabia que a abstenção não iria ser superior a 50%, em 1998 a abstenção foi de 68% e aí ninguém NÃO se lamentou.
Agora eu também não gosto de pagar muita coisa, mas tenho que pagar, és as regras de um país democrático.

2/12/2007 11:51:00 da manhã  
Blogger Zig escreveu...

Apoiado!

2/12/2007 01:06:00 da tarde  
Anonymous Anónimo escreveu...

O Sim ganhou e contra isso vocês hipócritas defensores do Não nada podem fazer. O Aborto existia, existe e continuará a existir...
Então o vosso argumento agora é que não existe dinheiro?? Agora é a questão financeira que vos move? Já não é o facto de se matarem fetos???

Acredito que o aborto é a ultima das ultimas hipóteses, só utilizado em casos muito extremos.

2/12/2007 02:28:00 da tarde  
Anonymous Anónimo escreveu...

O comunismo e socialismo já matou em tudo o mundo mais de 100 milhões de pessoas. Faz parte da tradição deles. O filosofo vai ficar com a consciencia pesada e quando tiver insonia vai contar em vez de ovelhas as crianças que sob a forma de feto matou. Isto porque além da intenção de matar vai dar dinheiro para a Morte. Na sala em que vão retirar a vida ao mais inocente dos inocentes que luta pela vida vai estar o tipo(a) que vai fazer o trabalho, quem votou sim e o filosofo.

2/12/2007 07:04:00 da tarde  
Blogger Vera escreveu...

Então, anónimo, tu não estás interessado em acabar com o aborto e sim em legalizá-lo como quem diz "não me chateies mais"?
E era mais bonito da tua parte mostrares mais respeito por quem não pensa como tu, que provavelmente nem sabes o que é hipocrisia.

2/13/2007 03:33:00 da tarde  
Blogger pedro escreveu...

realmente gostei do post. O Post refere - na minha opinião- que não hà dinheiro para a vida , mas hà dinheiro para a morte. Hà dinheiro para subsidiar quem aborta.
Isto é um paradoxo.
Sendo nós mesmos vida humana devemos ajudarmo-nos.
Não devemos promover a morte.
Isto é obvio.
Mas não o é para muita gente.
É pobre ? Tem direito a matar os filhos.
Para ser coerente o estado deveria tirar subsidios e apoios à familia porque só tem familia quem quer.
Abortar até é subsiado ....;
faço ironia
O coerente era fazer aborto livre.., e quem tivesse filhos que se desenrascasse porque de qualquer forma podia ter abortado.
Só não abortou porque não quiz

2/13/2007 07:02:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Entrada